segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

o que queres ser quando crescer?
 feliz.
e o que te faz feliz?
 liberdade.
Flor selvagem,
Enquanto isso orvalhas tuas prisões
ser podada e arrancada
 em teu lugar crescer outra flor estrangeira
em um jardim sem chuva pelo chão
sobreviver é um desafio no sertão.
Cheiro de chuva
 A terra se mistura com água
 para esse cheiro liberar
aroma de chuva no ar
fim de ciclo
tempo de planejar
vai colher quem plantar
salve o que a terra proverá.
Chanana
Tão humanamente sagrada
como uma chanana na beira da estrada
borboleta que repousa, mas não pára
sombra da mangueira que o cansaço vê e passa.
Flor de sapucaia

Ela fez um tapete perfumado
Como uma oferenda ao tempo e vento
Nativa da mata atlântica está em extinção.
Mas é difícil de entender com tanta flor pelo chão
É tempo da floração.
Quando o sol do b r o bró chega já é tempo de frutificação
Tocando intensamente o fruto maduro ele se abre
As doces amêndoas caem
Com tanta formusura fazem
A festa do reino animal.
Menino, por que bates os braços assim?
mamãe, eu sou um gavião. E o gavião bate as asas.
É menino, a vida é nossa. E o mundo é um sonho a se realizar dentro de cada um de nós
Que voem nossas crianças

Oeiras
Fim de tarde ter a praça para caminhar desfiando as horas do sem fim em frente a catedral mais bela que existe para mim, ver o sol se pondo atrás dos morros anunciando o fim do dia, o mesmo dia engolido suavemente pelo Beco dos Braz, escutar as batidas de relógios substituídas pelos repicar de sinos e alvoraçar dos pássaros. E nas calçadas se sentar conversando inutilidades como se o tempo não passasse para nós, apreciando a beleza centenária, e ainda jovem para um lugar que não tem fim

sábado, 16 de dezembro de 2017

Desfigurada
É que tudo estava alegre
Um menino saudável
Dia meio nublado
Sem troco errado
Mas o verso parecia colado
Num lugar molhado
Quis costurar o verbo
E o sentimento calado
Foi passear pelos becos alados
E a figura borrada se desmanchou
Entre as pedras
Uma poesia brotou
Na calada da noite
Pela boca entreaberta
Dessa cidade flor.