domingo, 19 de fevereiro de 2017

Chega até o meio
Da avenida e se da conta
Que já se perdeu uns sorrisos
Usando sibutramina e ritalina
A gente vem recordar na metade do mes
Que mais que carne eu sou rei
Aqui se encerra um caminhar
Acorda  pra danÇar
O tempo é um Deus profano
Que vai mostrar o passo
Diferente no espaço
Para quem tira a coroa antes do fim
Para ser seu par
Carnaval

domingo, 5 de fevereiro de 2017

InquietaÇao

Um olhar
Dentro do tempo
Palavras pelo chão
Que parecem em vão
O valor das ciências
Nesse lugar de obstrução
Nada de direito em igualdade
A medicina que salva só uma parte
A sociologia que não sabe a verdade
Desse caco de humanidade.
A inquietação é um cão perdigueiro
Que vai nos espreitando o tempo inteiro.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Quando chove no Piauí
As árvores cantam
Pássaros se banham
Os bichos se soltam
Gorjeios coachar e grunido
Saem do canto
Tem muito sorriso
Mas o guarda florestal
Nada eternecido
Avisa que há perigo
Sendo assim passeio ali
Só se for acompanhando
E todos voltam sós
Para suas gaiolas.