segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Tente me encontrar
Num café ou um bar
Na igreja ou no lar
O que vale
É sair do lugar

domingo, 13 de agosto de 2017

Nem tanto a frente
Que não tombe para trás
Olha a água que cai
E o sapo que pula
Parece que sabe onde vai.

sábado, 5 de agosto de 2017

Abaixo a ditadura das mulheres perfeitamente construidas
De carnes talhadas pelo fio de navalhas
Que caia a feiura encarnada
Em forma de beleza emplastificada
Que a grandeza de espiririto seja ainda louvada
E a vida mais apreciada
Que a natureza morta